Trecho Sul do Rodoanel terá de pedágio de R$ 6
 


Fonte: G1

O governador de São Paulo, Alberto Goldman, publicou no Diário Oficial o decreto 56.009, que autoriza o governo paulista a dar início à escolha da empresa que terá o direito de explorar os pedágios do trecho sul do Rodoanel Mário Covas por 35 anos.

A vencedora terá também a obrigação de construir o trecho leste, ligando a Régis Bittencourt à Rodovia Presidente Dutra, dentro do prazo de 36 meses. O decreto estabelece que a escolha da concessionária depende da realização de uma concorrência pública internacional.

O governo estabelece como referência uma tarifa teto de R$ 6 nos pedágios do trecho sul e de R$ 4,50 no trecho leste. Será vencedor da licitação a empresa ou consórcio de empresas que oferecer o maior desconto sobre a tarifa teto de referência do trecho sul. O mesmo percentual de desconto deve sere aplicado ao trecho leste.

A cobrança da tarifa será realizada em praças do tipo "bloqueio" em todas as saídas projetadas, e em praças do tipo "barreira" nas transferências entre os diversos trechos do Rodoanel Mário Covas. O valor da outorga fixa pela delegação do serviço será de R$ 370 milhões. Segundo o decreto, a cobrança do pedágio no trecho sul somente ocorrerá após a conclusão do Programa Intensivo Inicial, conforme previsto no edital, autorização da Artesp e homologação da tarifa ofertada pelo secretário dos Transportes.

No trecho leste, a empresa poderá propor a antecipação da cobrança de pedágio do trecho entre o trecho sul e a Rodovia SP-066, à disposição do usuário antes da conclusão da totalidade da obra, pela tarifa ofertada e sem alteração do prazo final de 36 meses para entrega integral do empreendimento. A concessionária deverá zelar pela guarda e manutenção da faixa correspondente ao trecho do Ferroanel que será implantado paralelamente em parte dos trechos sul e leste até a implantação do empreendimento.

« voltar